segunda-feira, 28 de março de 2016

AS CONTRADIÇÕES DOS BLOGS NON POSSUMUS E SYLLABUS E O VERGONHOSO SERMÃO DA SAGRAÇÃO DE DOM TOMÁS


“Não se opor ao erro é aprová-lo e não defender a verdade é suprimi-la. E de fato, se negar a maldizer homens maus quando podemos fazê-lo, não é pecado menor do que encorajá-los”. –Papa São Felix III
___

INCOERÊNCIAS

Padre Trincado filmado durante o sermão de Dom Williamson

É estranho ver que os “famosos” blogs da “ResistênciaNon Possumus e Syllabus - e outros mais - tenham recentemente publicado elogios a Dom Tissier (como a entrevista de Dom Tomás que afirma que Tissier e Williamson são “grandes autores anti-liberais” [SIC!]) e agora estes mesmos blogs estejam a publicar críticas ao recente sermão do mesmo Tissier[1]. Uai, Tisser é um liberal ou não é um liberal? Decidam-se.

É interessante também notar como eles publicaram contraditórios sermões e eleisons de Dom Williamson e agora não querem publicar o sermão dado no último 19 de Março!? E porquê, já que no mesmo dia publicaram as fotos?

Bom, sabemos que o diretor do blog Non Possumus (Padre Trincado) vetou a publicação dos eleisons onde Williamson falava de não querer uma estrutura. Ah! Então será por isso que não querem publicar o sermão da sagração? Estão com vergonha já que nele Dom Williamson afirma que o tempo das estruturas é passado (min 12:40) (SIC!); para não esperar uma estrutura na “Resistência” (min 17:59) (SIC!); e que sem o papa não há algo católico (min 15:23) (SIC!) ...?

Mas espere. Se, para Dom Williamson, sem o papa não há algo católico (e isso responde porque ele pegaria o primeiro avião até Roma para fundar uma sociedade), se isso fosse verdade, porque ele não pediu autorização a Francisco para sagrar Dom Tomás? E mais: teríamos que estar unidos a Francisco para sermos “algo católico” (SIC!) ? Não é semelhante ao que diz Dom Fellay?

Ou talvez, será que não publicam o sermão porque o bispo afirma que são bons os padres e bispos da neo-fsspx (min 8:22)(SIC!)? Então, se são tão bons os padres e bispos da neo-fsspx, porque não voltar a neo-fsspx abertamente, já que estão tão próximos a eles?? Ou melhor: para que existe a dita “Resistência” já que ela não busca uma estrutura e não resiste a nada???

E agora? Será que o novo bispo - já que Dom Williamson disse que ele não segue as pessoas, mas segue a verdade (min 21:20) (SIC![2]) – será que ele fará uma nova lista de seus “grandes autores anti-liberais”...? Ou será que apenas fará novos obscuros esclarecimentos, como ele costuma fazer para defender os graves erros de seu amo??

E os blogs Non Possumus, Syllabus e cia? Continuarão a se contradizer e a defender com sofismas estes bispos liberais? Ou vão todos juntos se calar frente ao erro, já que Dom Williamson disse que o que não se pode varrer, deve-se aguentar (min 20:56) (SIC!) ?

...

Enfim. Como diz o provérbio:

“Senta-te a porta de tua casa e verás passar o cadáver de teu inimigo”.

Nós da Missão Cristo Rei estamos fora dessa bagunça (ou “caos”). Ao contrário do bispo inglês e seus Amigos da “Desistência”, que preferem defender o erro à combatê-lo (como por exemplo defender a missa nova), nós preferimos nos organizar e lutar seriamente, sem aceitar nenhuma asneira, porque queremos viver e morrer como Católicos, e não como covardes e liberais. [3]

Com a graça de Deus, permaneceremos fiéis no combate por Cristo Rei, e “que os mortos enterrem seus mortos” (São Mateus VIII, 22).


Thiago Maria,
Guiricema-MG, 28/03/2015.


[1] Refere-se às mentiras que usou Dom Tissier em seu sermão por ocasião do 25º aniversário da morte de Dom Lefebvre, para tentar justificar um reconhecimento de roma modernista. Trataremos deste assunto em um novo artigo.

[2] “Ouvi dizer que em Ipatinga tiraram o quadro de Dom Williamson da missão. Enquanto isso durar, fica difícil eu ter outra posição” (Carta de Dom Tomás ao Padre Cardozo, 27/01/2016). Será mesmo que Dom Tomás não segue as pessoas mas a verdade? SIC!

[3] Mons. Lefebvre: “Deus cega aos que não resistem ao erro, aos que não querem defender a verdade”.

0 comentários:

Postar um comentário