quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Existem milagres fora da Igreja Católica? ...A cereja do bolo! (Rev. Padre Ernesto Javier Cardozo)



Existem milagres fora da Igreja Católica?

...A cereja do bolo!



Em uma de nossas missões, no final da Missa, eu fiz a seguinte pergunta: “Será que Deus pode fazer milagres fora da Igreja Católica?”... E um jovem rapaz, sem muitos estudos, mas aplicando o mais elementar bom senso, respondeu, “Não!”.

Volto a perguntar: “E ... por que não?”...  “Porque a única Igreja verdadeira é a Católica, e se Deus fizesse milagres em outra estaria se contradizendo!”.

Magnífica resposta de homem simples, que ainda raciocina!

Mas não são poucos os que não têm ou não desejam aplicar o bom senso, e desejam encontrar a quinta perna do gato (1), e, não contentes com os argumentos dados dias atrás, precisam de mais argumentações...

Passemos aos princípios...


1º Do Evangelho... “A árvore má não pode dar bons frutos” (2)... Da árvore da ig. Conciliar, da missa nova, do novo catecismo... se pode tirar bons frutos?... Não estão eles bem à vista?

Alguém argumentaria que a “árvore”, a Igreja Católica e a ig. Conciliar são a mesma coisa...

Eles, os modernistas, chamam a si mesmos de “ig. Pós-conciliar ou Conciliar”... Pela confissão das partes, provas são irrelevantes (3)! Eles são uma OUTRA igreja, que encarna a heresia modernista, à qual não se pode aplicar as quatro marcas (4) da Igreja de Cristo... Portanto: a heresia pode dar bons frutos?


2º Também do Evangelho: ninguém pode servir a dois senhores”(5)... Ninguém pode servir à Igreja de Cristo e à ig. Pós-conciliar... O princípio de não contradição é patente no Evangelho!

3º Da sã filosofia: “ninguém obra sem um fim”... . Deus pode ter por fim algo que não conduza à Sua glória?... A que fim conduz um suposto “milagre” em uma missa nova?... Evidentemente, a permanecer nela!

4º Vai contra o princípio de não contradição... O milagre é “a assinatura de Deus”... Ele não pode assinar heresias!!... Onde fica o “sim, sim, não, não” que ensina o próprio Cristo?!!

Mas... alguém pode arguir, lembrando de seu catecismo, que Deus é onipotente!!!

...Portanto: se Deus quisesse, por exemplo, fazer uma imagem de Buda chorar ... não o poderia fazer?

De potência absoluta, sim!... Deus pode fazer chorar uma estátua de Buda, se quiser!... Ou pode fazer com que a seita do evangelho octogonal reformada se torne triangular!, hehe!!... Mas...!!!

Uma criança de catecismo não aprende que Deus é ORDEM?... Que Deus é a ordem Suprema, que faz todas as coisas com peso, número e medida??... Recordemos que Deus é o primeiro a ordenar as coisas, e que o que desordena o plano de Deus é o nosso pecado!

Não é o pecado uma desordem contra a ordem estabelecida por Deus nos Dez Mandamentos, por exemplo?... Não são uma desordem o amar a uma criatura mais do que a Deus, e a impiedade, o servilismo?

Agora, se Deus é ordem, pode Ele mesmo desordenar a própria obra???... EVIDENTEMENTE que não!!

Mas o milagre... não implica uma certa desordem em suas leis?

O milagre implica a suspensão das leis naturais sobre uma pessoa, objeto ou coisas; por exemplo, é um milagre que uma pessoa possa viver sem comida ou água por anos, alimentando-se apenas da Eucaristia. Este fenômeno é chamado de “inédia” (6), e o tiveram muitos santos CATÓLICOS... Deus, como Supremo Legislador, suspende suas próprias leis para mostrar o poder da Santa Eucaristia, além de mostrar a glória de seus santos; mas...suspender Suas leis não implica contradizê-las. Vejamos São Pascoal Bailon: quando levitava diante do Santíssimo Sacramento, as leis da gravidade para ele ficavam suspensas; no entanto, até no milagre, o santo mantinha uma ordem e não ficava de cabeça para baixo ou em posições que causassem escândalo ou ridículo! DEUS em tudo é ORDENADO!

Portanto, Deus não pode fazer milagres fora de SUA Igreja. 


Mas... Santo Tomas, não diz o contrário em II-II - 178-2?

Se lermos bem, Santo Tomas se pergunta se os maus podem fazer milagres, isto é, os pecadores; pelas respostas se vê que trata de gente que está sem a graça, mas não fala de “hereges” ou “infiéis” ou “pagãos”, que NÃO pertencem à Igreja de modo algum, ou o são apenas em potência.

E por que o Santo não se faz a pergunta de que tratamos aqui?

Fácil!!! ... porque é óbvio!! ... porque São Tomas estima que todos os homens têm entendimento... O próprio Cristo não reprovava aos seus: “Assim também vós não entendeis?” (7).

Alguém reclamou 
que esperássemos por um Papa católico que dê uma definição do Magistério infalível sobre o assunto!!!... Não vos parece um exagero perturbar a um Papa para declarar algo que é óbvio ou que, pelo menos, se pode concluir por simples dedução do que é ensinado nos Evangelhos e no Catecismo?

E os monges dominicanos, responderam o quê?... Que era um assunto muito complicado, que não se deve abordá-lo e que não tratarão dele... Caramba!... Líamos, com nossos queridos exercitantes do Retiro Espiritual de Natal, um belo livro de Mons. Tihamér Toth, “Os Dez Mandamentos”, onde, tratando do problema do espiritismo, diz que é um assunto misterioso e ainda não bem esclarecidos, mas que... “nós, os padres católicos, não podemos fugir de nenhum problema religioso ou moral...”. Sem comentários ...

Mas... “Primum vivere deinde philosophari” (8), o que não foi levantado aqui é a seguinte questão: do ponto de vista prático...qual opinião vamos seguir? A primeira, que diz não haver milagres fora da Igreja, ou a segunda, o seu oposto?... É evidente que devemos seguir a mais segura!!... E a opinião mais provável e mais segura é que não existem!!

Mas, concedamos que a segunda opinião seja certa; no dia a dia, é a primeira opinião que devemos seguir, aplicando a mais elementar prudência e bom senso; e este foi o grande ausente neste conflito... Iríamos nos prostrar diante de um milagre modernista?... E se a resposta fosse que sim, pergunto... o que fazemos na Tradição?

Para mim, este assunto está encerrado!... Quem quiser procurar aquadratura do círculo que faça bom proveito!!!... Eu vou ficar com a cereja deste bolo!... Bendito o senso comum!

                       P. Cardozo                       Ipatinga M. G. 30 -dez- 2015.
 


__________________
Notas de tradução:
1. em português corresponde ao provérbio: “achar pelo em ovo”, ou seja, procurar razões ocultas nas coisas que estão claras.
2. Mateus 7,16-18.
3. provérbio espanhol claríssimo!
4. para quem não saiba: UnaSantaCatólica Apostólica.
5. Mateus 6,24.
6. abstinência de todo e qualquer alimento e também o próprio período de abstinência.
7. Marcos 7,18; Mateus 15,16.
8. “primeiro viver, depois filosofar”. 

0 comentários:

Postar um comentário